O que é o SUS e como funciona

Com os avanços da pandemia, um dos assuntos que vêm à tona é a importância do Sistema Único de Saúde (SUS). Mas você sabe o que é o SUS exatamente, do que se trata e como funciona? 

Para entender o que é o SUS, primeiro é preciso revisitar quando ele foi criado: em 1988, graças à Constituição Federal Brasileira, que determina que é dever do Estado garantir saúde a toda a população do país.

Podemos definir o SUS como um dos maiores e mais complexos sistemas de saúde pública do mundo, uma vez que contempla desde o simples atendimento para avaliação da pressão arterial até o transplante de órgãos, por exemplo. Basicamente, o sistema garante acesso integral, universal e gratuito para toda a população do país.

Vale ressaltar que o SUS é composto pelo Ministério da Saúde, Estados e Municípios. Cada ente tem suas co-responsabilidades. No entanto, muito se engana quem acredita que o SUS seja apenas assistência médico-hospitalar. Isso porque o sistema também desenvolve outras ações, como vigilância permanente nas condições sanitárias, no saneamento, nos ambientes, na segurança do trabalho, na higiene dos estabelecimentos e serviços.

O SUS também regula o registro de medicamentos, insumos e equipamentos, controla a qualidade dos alimentos e sua manipulação, além de normalizar serviços e definir padrões para garantir maior proteção à saúde.

Antes de 1988, o sistema público de saúde no Brasil atendia a quem contribuía para a Previdência Social. A saúde era centralizada e de responsabilidade federal. A população que poderia usar recebia apenas o serviço de assistência médico-hospitalar. Na época, cerca de 30 milhões de pessoas tinham acesso aos serviços hospitalares.

Em seus quase 31 anos, o SUS já chegou a ser reconhecido internacionalmente, como é o caso do Programa Nacional de Imunização (PNI), responsável pelo mercado de vacinas do país, garantindo à população acesso gratuito às vacinas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Vale ressaltar que o SUS contempla o maior sistema público de transplantes de órgãos do mundo. O programa cresceu 63,85% entre 2010 e 2020, segundo o Ministério da Saúde, além da assistência integral e totalmente gratuita para a população que convive com o vírus HIV e/ou tem AIDS, além de pacientes renais crônicos, com câncer, tuberculose e hanseníase.

Como é um sistema público, todos os cidadãos brasileiros têm direito de usar SUS. A única exigência é que esse cidadão tenha um cartão específico de acesso, chamado Cartão Nacional de Saúde. Para fazer o cartão, é só comparecer na unidade de saúde pública da sua cidade com RG, CPF, um comprovante de endereço e certidão de nascimento.

Mas com a ascensão da tecnologia, as coisas ficaram ainda mais fáceis, e já é possível fazer o pedido online. Basta preencher o pré-cadastro do site do Portal de Saúde o Cidadão, pegar o protocolo do cadastro e levá-lo a uma unidade de atendimento habilitada, que fará a emissão do cartão.

Atualmente, também está disponível o Conecte SUS (Android | iOS), um aplicativo que permite acessar serviços digitais do SUS, consultar o número do cartão e compartilhá-lo por QR Code, agendar serviços, descobrir hospitais e unidades de saúde próximas e ter um controle de todos os tratamentos e medicamentos. O Canaltech já fez um tutorial de como acessar e utilizar o app.

Fonte: Com informações de Ministério da Saúde, Secretaria de Estado de Saúde, Conecta SUS, Gov.br

Informações extraídas do site CanalTech
https://canaltech.com.br/saude/o-que-e-o-sus-e-como-funciona/
Autor: Nathan Vieira

Nathan Vieira

Nathan Vieira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *