Marcos Rogério é escolhido relator da MP da Eletrobras no Senado

Após brilhante atuação em defesa de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 mais justa e imparcial, a independência do senador Marcos Rogério (DEM-RO) foi notada entre os seus pares e ele foi escolhido o novo relator da MP 1.031, que autoriza a capitalização da Eletrobras. A designação foi oficializada, nesta terça-feira (1), pelo presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-RO).

A Câmara dos Deputados já havia aprovado, em 19 de maio, a MP da Eletrobras, da forma como foi apresentada, sem destaques. Agora, o Legislativo tem até 22 de junho para concluir a votação para que a Medida não perca a validade.

A escolha de Marcos Rogério deve facilitar a tramitação da matéria na Casa, já que o senador é visto como competente pelos parlamentares e também é líder do partido no Senado.

Um outro ponto positivo a favor do demista é que ele tem familiaridade com assuntos ligados à energia. Ele foi o relator do novo marco do setor elétrico no Senado, PLS 232/2016, que tramita na Câmara e foi renomeado como PL 414/2021.

Com a nova proposta, o Governo Federal fica autorizado a ofertar ações públicas da empresa, permitindo o aumento no capital social da Eletrobras. O governo, atualmente, é acionista majoritário.

O Governo Bolsonaro pretende arrecadar R$ 100 bilhões na operação. Por ora, está autorizado apenas o estudo da privatização junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Em tempos de “censura”, precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário,

cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido… Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: UOL

Redação

Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *