Justiça condena Globo e Drauzio Varella a pagar R$ 150 mil para o pai do menino morto pelo travesti Suzy

O abraço mais hipócrita e “caro” dos últimos tempos…

Se Dráuzio Varella pudesse voltar no tempo, pensaria 10… 20… 1000 vezes antes de abraçar a detenta travesti Suzy.

A Rede Globo e Dráuzio Varella foram condenados a pagar R$ 150 mil para o pai de um menino de 9 anos que foi assassinado e estuprado por Suzy.

A juíza Regina de Oliveira Marques, do Tribunal de Justiça de São Paulo, foi a responsável pela decisão.

Na ação, o pai do menino diz que, após a transmissão da matéria, Suzy recebeu “piedade social”, enquanto que ele sofreu novo abalo psicológico por reviver os fatos.

A magistrada entendeu que a reportagem foi negligente, ao não ter tido o “discernimento de procurar conhecer os crimes cometidos por seus entrevistados”, e que o conteúdo causou “desassossego do autor e situação aflitiva com implicação psíquica”.

“Qualquer expectador foi induzido erroneamente a acreditar que os entrevistados seriam meras vítimas sociais, devendo ser ressaltado que, mesmo se tratando os entrevistados de autores de crimes contra o patrimônio e sua sexualidade, não implicaria em serem assim tratados, já que perniciosos à sociedade como um todo”, postulou.

Relembre o abraço do médico em Suzy:

Em tempos de “censura”, precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido… Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Redação

Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *