A lacração não compensa! Atacou Bolsonaro, perdeu 100 mil seguidores e foi reclamar no Twitter!

É incrível a desconexão que a classe artística tem da realidade. Eles são completamente incapazes de perceber a razão pela qual possuem alguma notoriedade e, principalmente, confundem seu grande número de seguidores com atestado de competência para comentar sobre politica.

Ora, absolutamente ninguém acompanha um artista para escutar ele comentando sobre assuntos dos quais ele não entende absolutamente nada.

Ninguém segue um artista para receber sermão sobre posicionamento politico. No entanto, esse pessoal está tão acostumado a se cercar de bajuladores que eles acreditam fielmente que a opinião deles importa.

E é justamente por isso que o cidadão está tão chocado com a perda de 100 mil seguidores. Toda a razão de sua existência rasa é baseada em números de desconhecidos que o acompanham. Sem isso ele não tem propósito na vida. Ele então sofreu do mal de todo artista lacrador, confundiu popularidade com sabedoria.

Achou que se externasse a opinião de seu meio lacrador, todos que o acompanham ficariam felizes. Obviamente não foi o caso. É difícil dizer se aprenderá algo com essa lição, duvido muito que irá estudar para descobrir a verdade e se descobrir, duvido que irá divulgá-la. Provavelmente continuará como todo artista lacrador atual, refém de sua própria ignorância e abrindo mão de sua dignidade para agradar ao seu grupinho.

Patético.

Veja o vídeo:

Em tempos de “censura“, precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido… Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Jornal Da Cidade

Jornal Da Cidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *