A extrema esquerda sai em defesa do perigoso serial killer: “Lázaro precisa de ajuda psicológica”

Não deveria me surpreender. Depois de tantos anos nas “trincheiras” políticas, já não poderia esperar nada diferente. Mas, confesso, de vez em quando ainda fico chocado com os “Progressistas”. É nojento. São piores do que moscas, sendo atraídos por toda e qualquer merda que a sociedade produza.

Não escapa nada. Do sucateamento cultural à erotização infantil, das campanhas abortistas à defesa de psicopatas, TUDO DE RUIM tem o dedo podre da esquerda enfiado.

Vale lembrar que os que chamam o assassino de “miserável, que cansou de mendigar sua condição de gente”, mesmo sendo um criminoso perigoso e contumaz, com uma interminável lista de delitos, são os mesmos que defendem o desarmamento civil; que querem nos deixar indefesos contra essas “pobres vítimas da sociedade”.

Já que vale defender qualquer coisa, eu defendo que os defensores do vagabundo, os que pedem que esse maldito tenha mais uma chance, vão buscá-lo no mato.

Tirem todos os policiais e coloquem os pregadores dos “Direitos Humanos”. Desarmados, claro! Munidos apenas de pombas brancas, livros de história, antologias poéticas e calor humano.

Sem violência e humanizando o desgraçado, com certeza terão êxito. Sairão de lá, de mãos dadas, cantando “Imagine”, para depois alimentá-lo, amá-lo e deixá-lo livre para viver sua vida. Afinal, é apenas um pobre coitado, pervertido pela sociedade.

Os trabalhadores e inocentes, que ele matou, assaltou e estuprou, devem ser esquecidos. Eles, afinal, eram os verdadeiros vilões; os privilegiados pelo sistema que marginalizou o pobre Lázaro. Ele é a vítima.

Chega a dar ânsia só de imaginar como pensam os infelizes que defendem um animal deste tipo.

O Estado já se provou ABSOLUTAMENTE INCAPAZ de mantê-lo sob custódia, isolado como deve estar. Mantê-lo vivo é, com certeza, condenar à morte suas vítimas futuras.

Será uma vergonha e um desserviço se a PM, com todo cerco montado, depois de ter dois de seus homens baleados, levá-lo andando para a cadeia. Nossos impostos não podem ser usados para sustentar esse lixo!

“Quem poupa o lobo, sacrifica a ovelha.” (HUGO, Victor)

Em tempos de “censura“, precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido… Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Redação

Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *